Um grupo de pesquisadores da UFRJ criou uma armadilha para o mosquito Aedes aegypti, propagador dos vírus da dengue, zika e chikungunya. O dispositivo tem capacidade para atrair, capturar e exterminar, principalmente, as fêmeas da espécie. A invenção foi registrada na Agência UFRJ de Inovação pelos autores Ivo Carlos Correa, professor do Departamento de Prótese e Materiais Dentários da Faculdade de Odontologia, Mônica Ferreira Moreira, professora do Laboratório de Bioquímica e Biologia Molecular de Vetores do Instituto de Química, Edimilson Migowski, professor do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina, e Tiago Salles, doutorando em Bioquímica.
 

 

Clique aqui para abrir

 

 

 

Clique aqui para Abrir

 

 

UFRJ IPPMG - Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira
Desenvolvido por: TIC/UFRJ