capa-comunicacao-noticias-dificeis-210x300

 

Este livro foi escrito a muitas mãos. Quando dizemos isso, queremos destacar que essas mãos não se limitaram às dos autores dos artigos aqui apresentados. Na verdade, as mãos dos autores foram instrumentos para a voz de todos aqueles que direta ou indiretamente participaram da constituição e desenvolvimento deste projeto: médicos, enfermeiros, pacientes, assistentes sociais, psicólogos, psicanalistas, gestores, financiadores, incentivadores os mais diversos. De uma forma ou de outra, esta obra é constituída por suas histórias, sua relação com seus pacientes, com sua equipe, com seus cuidadores, em suma, com o Projeto. Alguns estão aqui nomeados (não necessariamente identificados por razões óbvias), outros são citados em uma referência experiencial, vivencial, sem necessidade de registro nominal. Aliás, os registros nominais devem ser apenas complementos dos relatos das experiências pessoais dos profissionais e dos doentes que por eles foram tratados. A implicação desses muitos retrata a abrangência de uma experiência que foi se constituindo com uma característica que marca esse percurso de modo incisivo – a dimensão coletiva dessa experimentação.

 

 clique aqui para continuar lendo ou baixar o livro em PDF

reumatologianapraticapediatrica

 

Apresentação

A idéia de escrever um livro de Reumatologia Pediátrica com base em casos reais, com história de apresentação clínica, exame físico, exames complementares, ilustrações, seguidos de perguntas e respostas, teve por objetivo facilitar o reconhecimento das principais manifestações destas doenças, permitindo o diagnóstico precoce pelo pediatra. Não foi nossa intenção discutir os detalhes dos exames laboratoriais nem as opções terapêuticas, pois isto pertence ao especialista.

A obra está estruturada em 2 partes: a primeira apresenta casos com enfermidades reumáticas e a segunda, doenças que mimetizam as enfermidades reumáticas. Vários especialistas colaboraram com a sua experiência, expondo seus casos de modo objetivo e de fácil compreensão.

O livro é dirigido principalmente para os pediatras, mas útil também para os reumatologistas e professores da área médica, que contarão com excelente material para o preparo de aulas e outras atividades didáticas.

reumatologiaparapediatras

 

Apresentação

Na última década, a Reumatologia Pediátrica foi marcada pela revisão dos critérios de classificaçao de várias doenças, a introdução da clinimetria na prática médica, o aparecimento de novas drogas biológicas e diretrizes de tratamento. Estas novidades justificam a nova edição de um livro prático, originalmente elaborado para atender às necessidades de atualização de pediatras e reumatologistas.

Os critérios de classificação da AIJ, da esclerodermia, das vasculites e das doenças autoinflamatórias em crianças foram os primeiros revistos A clinimetria tornou possível medir, por meio de diferentes instrumentos, os índices de atividade e dano, os critérios de remissão e recidiva e, a qualidade de vida dos pacientes, não apenas quanto aos aspectos físicos, mas, também, os psicossociais.  Os grandes avanços no conhecimento da patogenia resultaram no desenvolvimento de drogas biológicas com ação mais específica nos mecanismos da doença e que modificaram as diretrizes de tratamento. Atualmente, é possível e desejável ter a remissão como o alvo do tratamento.

O livro foi ampliado e está organizado em 46 capítulos que ajudam  o pediatra a compreender e valorizar as informações da história e exame físico sem descuidar dos exames complementares. Apesar de bastante atualizado quanto ao tratamento, não pretende transferir para o pediatra geral a responsabilidade de tratar. A parceria entre o pediatra e o reumatologista, pelo diagnóstico precoce e o tratamento adequado, é de fundamental importância na evolução destas doenças.

Seguindo o sucesso da edição anterior, disponibilizamos um CD com figuras em cores para melhor visualização de lesões e possibilidade de utilizá-las em aulas e em outras atividades científicas.

Mostra que a obesidade influencia a evolução da leucemia que ocorre com maior frequência na infância, a leucemia linfoblástica aguda.

 

Artigo em PDF

Trata do desenvolvimento de uma nova ferramenta diagnóstica para os tumores sólidos pediátricos, que foi publicado na revista PLOSone.

 

Artigo em PDF

UFRJ IPPMG - Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira
Desenvolvido por: TIC/UFRJ