DIR. ADJUNTA ATIVIDADES ACADÊMICAS

 

  • Data: 2 de setembro
  • Horário: 19h
  • Coordenação: Dra. Patrícia Correia
  • Palestrantes: Dra. Catherine Crespo Cordeiro
  • Moderadora: Dra. Sibelle Nogueira Buonora
  • Plataforma: Link de acesso

Maiores informacões em: http://soperj.com.br/eventos/23o-curso-para-medicos-residentes-de-pediatria-do-departamento-de-ensino-da-soperj/

 

 

 

A fim de dar suporte às pesquisas em meio a pandemia causada pelo novo coronavírus, o Sistema de Bibliotecas e Informação da UFRJ fez um levantamento através dos sites das editoras acadêmicas das principais universidades do Brasil, e elaborou uma relação com todas as editoras que disponibilizam e-books (livros eletrônicos) para download gratuito.

A relação das editoras está separada pelas cinco regiões do país.

Confira a lista completa.

 

Atualizado em 17/08/2020:

Com o propósito de facilitar o acesso ao conteúdo gratuito disponível pelas editoras, foi realizada uma classificação dos e-books por grandes áreas do conhecimento.

 

Acesso aos e-books em: http://sibi.ufrj.br/index.php/inicio/337-sibi-ufrj-elaborou-relacao-de-editoras-academicas-brasileiras-que-disponibilizam-e-books-gratuitos

 

 

 

Por: Carolyn Crist

 

Estados Unidos (Reuters Health) – Em suas consultas de rotina, os pediatras verificam a pressão arterial, a temperatura, o pulso, o peso corporal, a estatura, entre outros fatores. Eles também deveriam rastrear questões de saúde mental, de acordo com dois psiquiatras infantis.

Embora grupos médicos já tenham há muito reconhecido a importância da triagem psicossocial, a ferramenta não é parte regular das avaliações clínicas, escreveram os autores no periódico JAMA Pediatrics.

"Nós gastamos tempo avaliando sinais vitais que mostram pouca variação durante a infância, como a frequência cardíaca e respiratória, enquanto o sinal vital que mostraria a maior variação para algumas crianças é o desenvolvimento emocional e psicossocial", disse um dos autores do estudo, Dr. Michael Jellinek, Massachusetts General Hospital da Harvard Medical School, nos Estados Unidos.

Questões psicossociais se tornaram alguns dos transtornos de saúde crônicos mais comuns entre crianças e adolescentes, com uma prevalência de 10% a 20% nos EUA, acrescentou o autor.

 

Matéria completa em: https://portugues.medscape.com/verartigo/6505173

 

 

 

 

Por: Dr. Fernando Lyra

 

O pediatra Dr. Fernando Lyra introduz os grupos de risco de covid-19, destacando os pacientes da pediatria com síndrome de Down. O médico cita estudos que encontraram alterações nos níveis de interleucinas nesta população, e explica que, apesar de a prevenção e o tratamento da doença preconizados para esses pacientes serem essencialmente os mesmos indicados para a população geral, dados sugerem que há uma provável propensão à covid-19 grave em crianças com síndrome de Down e, portanto, os esforços para a proteção desse público se fazem especialmente relevantes.

 

Acesso em: https://portugues.medscape.com/verartigo/6505149

 

 

 

Doença tem sido registrada em crianças e adolescentes, em vários países do mundo, e pode ter relação com o novo coronavírus. O Ministério da Saúde confirma 71 casos no Brasil e três mortes. Em nota de alerta emitida pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), a entidade reforça que a notificação da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) é obrigatória.  

De acordo com o presidente do Departamento Científico de Infectologia da SBP, dr. Marco Aurélio Sáfadi, esse registro é fundamental para que as autoridades sanitárias tenham um panorama da real incidência da SIM-P na população pediátrica brasileira.  

 

Assista aqui à reportagem.  

 

Acesso em: https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/sociedade-brasileira-de-pediatria-faz-alerta-sobre-sindrome-inflamatoria/

 

 

UFRJ IPPMG - Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira
Desenvolvido por: TIC/UFRJ