Período: 30 de Maio de 2019 
Coordenação: Dra. Andreia de Santana Silva Moreira 
Local: Rua Voluntários da Pátria nº 445 cobertura.
Cidade: Rio de Janeiro / Brasil 
Informações:

Público Alvo: residentes e profissionais médicos interessados na área.

Informações Adicionais: Toda a última quinta-feira do mês, às 18h - Não há necessidade de inscrição.

 

 

 

Período: 28 de Maio de 2019 
Coordenação: Dra. Eliane Garcez da Fonseca 
Local: Sede da SOPERJ - Rua da Assembleia, 10 - sala 1812 - Centro
Cidade: Rio de Janeiro / Brasil 

Descritivo: Cartaz

 

 

 

 

Neste domingo (19), celebra-se o Dia Internacional das Doenças Inflamatórias Intestinais, motivo pelo qual este mês é conhecido por “Maio Roxo”. A data tem como objetivo alertar toda a sociedade sobre as Doenças Inflamatórias Intestinais (DII) e a importância de seu diagnóstico precoce. A iniciativa, celebrada simultaneamente em todo o mundo, conta com o apoio do Departamento Científico de Gastroenterologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

PARA ACOMPANHAR AS ATIVIDADES FEITAS MUNDIALMENTE, CLIQUE AQUI

“A Doença Inflamatória Intestinal é um nome genérico dado para os tipos de doença que acometem o intestino e têm caráter inflamatório. São três os tipos de DII: doença de Chron (DC), aquela que acomete todo o sistema digestório; retocolite ulcerativa (RCU), que aparece no cólon; e a colite não classificada, que é uma colite grave com características sobrepostas das duas doenças”, explica o dr. Silvio Rocha, do DC de Gastroenterologia da SBP.

No mundo, cerca de 10 milhões de pessoas vivem com essas patologias crônicas. A DII pode se apresentar em qualquer idade, sendo 5% em crianças menores de cinco anos e apenas 15% dos adultos são maiores de 60 anos. O diagnóstico na infância ou adolescência ocorre em 15 a 20% do total de casos. A Doença de Chron manifesta-se na infância ou adolescência em até 25% dos pacientes e a retocolite ulcerativa ocorre antes dos 20 anos entre 15 e 40% dos casos.

 

Texto completo em: https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/maio-roxo-pediatras-alertam-para-importancia-do-diagnostico-precoce-das-doencas-inflamatorias-intestinais/

 

 

 

O Departamento Científico de Toxicologia e Saúde Ambiental da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) divulgou na terça-feira (7) o documento científico “Anamnese ambiental em Pediatria”. A publicação tem como objetivo orientar os pediatras durante o acompanhamento do desenvolvimento da criança, identificando, pela história clínica, os principais riscos ambientais e investigando onde a criança vive, brinca, estuda ou trabalha.

ACESSE AQUI A ÍNTEGRA DO DOCUMENTO.

Segundo o documento, a Pediatria Ambiental (Children’s environmental health - CEH) estuda as influências do ambiente sobre a saúde e o desenvolvimento da criança. Teve sua origem nas áreas de Toxicologia, Saúde Ocupacional, Epidemiologia e Toxicologia Pediátrica e alcançou importância crescente nas últimas décadas, integrando atualmente um dos programas em saúde da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Segundo a OMS, a saúde ambiental abrange todos os aspectos da vida humana, incluindo a qualidade de vida em seus aspectos biológicos, químicos, físicos, sociais e psicossociais. Também engloba as medidas teóricas e práticas para avaliar, corrigir, controlar e prevenir fatores ambientais que poderiam afetar de forma adversa a saúde das gerações presente e futuras.

 

Texto completo em: https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/novo-documento-da-sbp-aborda-anamnese-ambiental-em-pediatria/

 

 

 

No próximo dia 20 de maio será a última virada do lote de inscrições com desconto para o 13º Congresso Brasileiro Pediátrico de Endocrinologia e Metabologia (Cobrapem). O evento, promovido pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) em parceria com a Sociedade Baiana de Pediatria (Sobape), ocorrerá entre os dias 29 de maio e 1º de junho, na Costa do Sauípe (BA). Os valores da tabela vigente variam entre R$ 175, para estudantes cadastrados na Liga de Pediatria da SBP, e R$1.100, para médico não associado à instituição.

 

FAÇA AQUI A SUA INSCRIÇÃO COM DESCONTO

 

Entre os destaques do evento está a discussão sobre o tema “Medicina e humanidades: a contribuição da endocrinologia pediátrica”. Para o presidente do evento e do Departamento Científico de Endocrinologia da SBP, dr. Crésio Dantas Alves, “o 13º Cobrapem representará a contribuição da endocrinologia pediátrica na restauração da ruptura entre o tecnicismo e o humanismo, tão presentes na prática médica atual”.

 

csm_slider.png

 

 

UFRJ IPPMG - Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira
Desenvolvido por: TIC/UFRJ