• 2.104 casos notificados em 188 municípios, sendo 492 confirmados e 511 descartados;
  • 277 óbitos, destes 162 foram confirmados, 20 descartados;
  • Os estados de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Bahia, Rio Grande do Norte, Tocantins, Goiás e Rio de Janeiro possuem casos em investigação.
  • Epizootias: 1.249 notificadas, 389 confirmadas e 12 descartadas.
 
 
Rio de Janeiro: 
  • 59 casos notificados, destes 05 confirmados e 21 descartados.
  • 01 óbito confirmado (Casimiro de Abreu).
  • Epizootia: Os municípios de Santa Maria Madalena, Niterói e Silva Jardim investigam óbitos de PNH. São Sebastião do Alto e Campos dos Goytacazes tem epizootias confirmadas por febre amarela.

 

 

 

 
Minas Gerais:
  • 1.124 casos notificados em 92 municípios, sendo 347 confirmados;
  • 195 óbitos, destes 123 foram confirmados;
  • Epizootias: 149 municípios registraram rumor, 122 municípios estão investigando e 102 municípios com epizootias confirmadas para febre amarela.
Espirito Santo:
  • 339 casos notificados, sendo 110 confirmados e 69 descartados;
  • 58 óbitos notificados, sendo 33 confirmados e 06 descartados;
  • Epizootia: 52 municípios notificaram epizootias, destes 21 tiveram amostras confirmadas para febre amarela de PNH.
 
São Paulo:
  • 44 casos notificados, sendo 12 confirmados e 15 descartados; 
  • 09 óbitos notificados, sendo 05 como Fonte Provável de Infecção MG, 03 autóctones e 01 óbito descartado;
  • Epizootias: Ribeirão Preto, Barretos, Franca, São José do Rio Preto, Ilha Solteira, Catanduva, São Roque, Águas da Prata, Amparo, Monte Alegre do Sul, Campinas e Bauru. 
 
Não há divulgação oficial dos números pela Vigilância de SP. Os dados acima referem-se às notícias vinculadas na mídia.
 
 
Distrito Federal:
  • 25 casos notificados, sendo 01 óbito confirmado (Fonte provável de infecção MG);
  • Epizootia: óbito de 37 macacos são investigados.
 
 
Bahia:
  • 19 casos notificados em 08 municípios, sendo 11 casos descartados.
  • 01 óbito suspeito.
  • Epizootia: óbitos por febre amarela foram confirmados em macacos encontrados em Alagoinhas.
Santa Catarina:
  • 07 casos notificados, 05 descartados e 02 em investigação (01 caso com Fonte provável de Infecção GO e 01 caso com Fonte provável de Infecção MS).
Mato Grosso do Sul:
  • 01 caso descartado (Notificado por SC); 
  • Epizootia: Macacos mortos encontrados em Aparecida de Taboado foram descartados para febre amarela.
Goiás:
  • 07 casos notificados, sendo 04 descartados.
Piauí:
  • 03 casos notificados (Todos em Parnaíba), 1 caso descartado (Fonte Provável de Infecção MG).
Tocantins:
  • 7 casos notificados, sendo 01 descartados;
  • 01 óbito suspeito;
  • Epizootia: Investigação de morte de primatas em Aparecida do Rio Negro, Porto Nacional, Tocantínia e Taguatinga. 
Rondônia:
  • 01 óbito suspeito.
Alagoas:
  • 02 casos notificados (Fonte Provável de Infecção BA).
Rio Grande do Norte:
  • 01 óbito suspeito
Rio Grande do Sul:
  • Epizootia: 2 bugios mortos encontrados em Garruchos 
Amazonas:
  • Epizootia descartada.
Pará: 
  • 03 casos notificados, sendo 02 óbitos suspeitos e 01 confirmado;
  • Epizootia: óbito por febre amarela foi confirmado em macacos encontrados em Rurópolis, Alenquer, Belém e Itaituba.
Acre:
  • Epizootia: 02 macacos encontrados mortos em investigação.
Paraíba:
  • 01 óbito suspeito (Fonte provável de infecção ES).
Roraima:
  • Epizootia: óbito por febre amarela confirmado em Primata Não Humano (PNH) encontrado na cidade de Rorainópolis. 

 

 
UFRJ IPPMG - Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira
Desenvolvido por: TIC/UFRJ