Relatório de Satisfação - 4º Trimestre 2016

 

 

Clique aqui para abrir

 

 

 

RELAÇÃO DOS ALUNOS APROVADOS NO CONCURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

 

Clique no link abaixo para abrir.

 

RELAÇÃO DOS ALUNOS APROVADOS NO CONCURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

Curso “Custo na tomada de decisão”

 

  No ano de 2014, o IPPMG lançou o projeto “Em Busca dos 100% - Quando a causa é a criança, o partido é um só”, que visava buscar novos investimentos para a modernização, reestruturação e ampliação do seu espaço, bem como aprimorar a qualidade técnica, a gestão e o atendimento humanizado. Um dos frutos do projeto foi uma parceria com o Instituto COPPEAD/UFRJ, referência na capacitação em administração do país. Com esta parceria, podemos o oferecer o curso “Custo na tomada de decisão”, que foca na análise de decisões importantes para as instituições.

 

   Os funcionários do IPPMG interessados em realizar o curso devem procurar a Direção do IPPMG até o final de Fevereiro, de 8:30h às 15h.

 

 

Eleições para docentes do CSS para CEPG e CONSUNI - Titulares e Adjuntos

 

  Eleição para 01 representante e 01 suplente dos professores do CCS no CONSUNI - Categoria ADJUNTO (01 CHAPA)

 

  Eleição para 01 representante e 01 suplente dos professores do CCS no CONSUNI - Categoria - Titular (01 CHAPA)

 

  Eleição para 02 representantes e 02 suplentes dos professores do CCS no CEPG (02 chapas)

 

 

  Inscrições dos candidatos: 13 a 17 de Fevereiro de 2017 - Decania do CCS - Bloco K-18 - de 10h às 16h

 

  Eleição nas Unidades do CCS: 20,21,22 e 23 de Fevereiro de 2017.

 

  Apuração: 24 de Fevereiro de 2017, na Decania.

 

 

 

Calendário de Feriados 2017

feriados

Informe Técnico sobre Febre Amarela

 

 

Clique aqui para abrir

 

  A febre amarela é uma doença infecciosa, mas não contagiosa, causada por um vírus da família Flaviviridae. O nome febre amarela advém de um sinal presente na doença em estágios mais avançados, que é a icterícia (pele amarelada), causada por um aumento de concentração de bilirrubina, produzida pelo fígado. A doença é transmitida ao homem por picadas de mosquitos (vetores) que são o Aedes aegypti, o mesmo que transmite os vírus da dengue, Zika, Mayaro, Chikungunya entre outros no meio urbano, e a fêmea do Haemagogus, encontrada no meio silvestre (zonas de mata).

 

  Os sinais e sintomas da doença são os mesmos, independentemente de ser febre amarela silvestre ou urbana. Inicialmente, as manifestações clínicas se parecem com dengue, leptospirose e malária. O período de incubação costuma ser de 3 a 7 dias. Febre alta, cansaço, mal-estar, dor de cabeça, dor muscular, dor na panturrilha, náuseas, vômitos, diarreia, calafrios e dores abdominais são as queixas mais comuns em pacientes com febre amarela. Cerca de 50% dos pacientes que evidenciam febre amarela evoluem para óbito.

 

  As principais recomendações de combate à febre amarela são: vacinação, plicar repelente sistematicamente em casos de viagem à regiões florestais ou ao cerrado; combater os criadouros de larvas do mosquito Aedes em regiões de água parada; substituir a água dos vasos de plantas por terra e manter seco o prato coletor; utilizar água tratada com cloro; desobstruir calhas do telhado para não haver acúmulo de água; manter tapadas caixas de água, cisternas e filtros e colocar lixo domiciliar em sacos de plástico fechados ou em latões com tampa.

UFRJ IPPMG - Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira
Desenvolvido por: TIC/UFRJ